É prática corrente por parte das empresas, realizar a gestão do seu imobilizado de forma a dar resposta a imperativos económicos e fiscais.
Assim sendo, importa esclarecer: a gestão do imobilizado das entidades resume-se a ser capaz de extrair mapas de amortizações?
Não! Claro que não. As normas contabilísticas são o fio condutor, mas é fundamental um conhecimento mais aprofundado da realidade envolvente de forma a tomarmos decisões assertivas no que diz respeito à gestão do imobilizado.

Questões para as quais a Inside Domain encontra resposta:

O que é que temos?
Onde está?
Afeto a que serviço?
Quem o utiliza?
Em que estado se encontra?
Quanto custou?
Quanto vale hoje?

É para obter estas respostas que os nossos gestores procuram puxar o imobilizado para uma posição de relevo permitindo assim, aferir valores globais e valores afetos aos respetivos centros de custos, a renegociação de prémios de seguros, calcular amortizações, efetuar abates contabilísticos e físicos, verificar existências, controlar reparações, localização e vida útil dos equipamentos e principalmente reduzir custos.

Em traços gerais e de uma forma muito abrangente, a definição do processo de Inventário e reconciliação, consiste num levantamento sintético, ordenado e actualizado, reportando a uma determinada data. Pretende-se que um inventário se traduza em clareza e credibilidade pois a informação produzida terá uma importância muito grande na contabilidade, fundamentalmente na elaboração do balanço, amortizações e imputações a centros de custo.

Uma entidade que pretenda obter informação actualizada e uma valorização adequada do seu património, deverá implementar uma solução relacionada com a Inventariação do Imobilizado e posterior migração para uma aplicação informática que permita essa gestão.

Esta acção será desenvolvida, no âmbito do cadastro dos bens, que constituem o seu universo patrimonial, incluindo a respectiva etiquetagem, devendo o registo dos bens obedecer aos requisitos de classificação regulamentados por Lei.

Assim neste contexto, um projecto de gestão patrimonial deverá apresentar os seguintes níveis e serviços:

Inventário Físico e Etiquetagem dos Bens móveis;
Reconciliação Físico-Contabilística (cruzamento dos bens o registados contabilisticamente e os bens inventariados fisicamente);
Relatórios e análises de Desvios;
Migração da informação para o software de gestão.

Implementar toda a metodologia que o levará às boas práticas em gestão de imobilizado não é uma tarefa fácil, mas cá estaremos para ajudar.
Email: info@inid.pt
Telefone: +351 210153639
Telemovel: +351 912998856
Morada:
Edifício Jomavipe Business Center
Rua Cesaltina Fialho Gouveia, 703
2645-038 Cascais